segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

banho de mar



[TUUUUUUUM]


podia ser labirintite, mas é só o barulho do meu mais novo lugar preferido.

mergulho e não é nem na água clara, pura e cristalina que eu (acho) que mereço. 

sentir o abraço da água é como ganhar o perdão do mundo

já percebeu? 

não que eu esteja exercitando o meu eu-compreensivo como deveria, 

mas no mar grande você se sente tão pequeno que tudo

é mundo 

e tudo

é perdão

saca?


em apenas um banho de mar você perde aqueles dois quilos que estavam pesando

na alma.

tenta um mergulho profundo e adeus sinusite.

umas braçadas e sai a ideia genial pra aquele projeto.

mais algumas e você desiste dessa mania de que todo mundo tem que ter um projeto

e nada. 

tocar a areia com os pés is the new ''luz no fim do túnel''.

boiar meia horinha dispensa visita ao otorrino.

e quando aquela área entre os olhos e as bochechas começa a arder

é porque chegou a hora de sair

pra mostrar a cara. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agora, me conta uma coisa você.